Alimentos importantes para as crianças (seguindo o Guia da Alimentação desenvolvido pela OMS)

A alimentação vai além da ingestão de nutrientes, diz respeito a como os alimentos são combinados, as diferentes formas de preparo e todo o modo de comer, que resultam nas práticas alimentares. O número crescente de doenças crônicas (obesidade, diabetes, hipertensão, e certos tipos de câncer) relacionadas diretamente com a alimentação gera uma grande preocupação com quais alimentos devemos priorizar para as crianças. A escolha de alimentos que compõem uma alimentação nutricionalmente balanceada e saborosa, deve ser, de base, composta por alimentos in natura ou minimamente processados, que correspondem a alimentos obtidos diretamente de plantas ou de animais e são prontos para consumo, sem qualquer alteração. Esses incluem: frutas, legumes, verduras, raízes, tubérculos e ovos. Os minimamente processados são os alimentos como arroz, feijão e carne, obtidos após passarem por processos mínimos (secagem, embalagem, pasteurização, etc).

Alimentos de origem animal como carnes, aves, peixes, ovos são considerados boas fontes de proteína e possuem grande parte das vitaminas e mineiras que precisamos, porém são pobres em fibras, podendo ser ricas em gorduras não saudáveis. Já os alimentos de origem vegetal como frutas, folhas, legumes: são ricos em fibras e nutrientes, e possuem menos calorias, porém não fornecem todos os nutrientes que precisamos na proporção adequada. Na realidade, nenhum alimento sozinho proporciona o ideal, por isso a necessidade de combinações importantes como arroz + feijão + legumes e verduras, somados a proteínas de origem animal ou vegetal, resultando em uma composição nutricional completa.

A mistura arroz + feijão é a mais comum, porém pode ser substituída por outro tipo de grão, como grão de bico, lentilha, ervilhas, feijão fradinho, feijão branco, feijão preto, que também irão garantir o aporte necessário.

Os legumes e verduras são alimentos importantes para prevenir a deficiência de micronutrientes, são consumidos de formas diversas como saladas, pratos quentes, sopas e purês. A forma de preparo varia de acordo com gosto e costume, alguns ficam mais saborosos cozidos, outros crus.

Como sobremesas e lanches durante as refeições é importante apostar em frutas, (o Brasil possui uma variedade enorme) é só se atentar ao período de safra que eles se tornam mais acessíveis e saborosos. As frutas podem ser consumidas frescas ou secas, ou em forma de suco, e muitas possuem a maior parte de suas fibras, vitaminas e mineiras nas cascas, por isso a importância de consumir sem descascar, como maçã, pera, ameixa.

Como então fazer a escolha desses alimentos?

• Devem ser comprados em feiras, mercados, açougues e sacolões, que se mostram limpos, com alimentos de boa qualidade e em bom estado de conservação

• As frutas, legumes e verduras devem ter uma atenção especial, pois não devem ser consumidas caso tenham partes estragadas, mofadas ou com cor alterada

• Carnes não devem ser consumidas se estiverem com cor escura, esverdeada ou com cheiro ruim.

Texto por Rafaela Pinto, nutricionista. 

Link para Cartilha da OMS

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Novidades

Receba em seu email as novidades e dicas da Elo21.

Banner cartilha