Nutrição-infantil e Trissomia 21: A importância do aleitamento materno

Entenda como ter uma alimentação saudável desde antes da gestação pode melhorar a saúde da mamãe e do bebê.

Uma das maiores preocupações de todas as mães é se conseguirão alimentar seus bebês por todo o tempo necessário. Esta função é iniciada logo no início da gravidez, já que o corpo da mãe, com sua inteligência e beleza, possui todas as condições de nutrir adequadamente o feto desde a vida intrauterina, após o nascimento.

O aleitamento materno e todo o seu processo é fundamental para a nutrição integral da criança (células, estímulo, emoções, etc), além de ajudar no retorno do corpo ao estado anterior à gravidez. Assim, a nutrição adequada da mãe (e do pai), desde antes da gestação ser iniciada tem uma importância cada vez mais comprovada.

Boa alimentação na gravidez
Durante a gestação, deve-se garantir a ingestão e absorção adequada dos nutrientes pela gestante. Sabe-se que, na atualidade, muitos alimentos prontos e processados acabam tendo mais rápido preparo. No entanto, quanto mais natural e nutritiva a alimentação da mãe for, melhor para o bebê. Uma das indicações para as gestantes é buscar suporte profissional de um nutricionista especializado. O especialista, junto ao médico, salvaguardará toda a boa condição de saúde para mãe-bebê-criança.

Suplementações
Com o auxílio médico e nutricional, as gestantes poderão seguir uma dieta balanceada e, caso necessário, até introduzir suplementos para haver uma melhor absorção de nutrientes durante a gestação. As diversas sociedades de Pediatria, Ginecologia, Genética, Nutrologia, inclusive, indicam algumas suplementações desde antes de engravidar até durante o período de aleitamento.

Aleitamento materno e a Trissomia 21
Assim como qualquer condição humana possui suas particularidades, a Trissomia 21 (T21, ou Síndrome de Down) apresenta especificidades metabólicas bem conhecidas e presentes desde a vida intrauterina. Saber da condição do bebê permite ao médico e ao nutricionista que uma orientação nutricional direcionada. É com o conhecimento do metabolismo individual que se propicia uma abordagem personalizada em cada fase do desenvolvimento.

Nesse sentido, a integração entre pediatra, nutricionista, fonoaudiólogo busca a melhor condição nutricional, as transições alimentares (que estimulam sensorialmente a criança e também a fala) e a melhor expressão possível da criança, inclusive, dando o suporte necessário nos casos em que a amamentação não é possível.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Novidades

Receba em seu email as novidades e dicas da Elo21.

Banner cartilha